Image Image Image 01 Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Scroll to Top

To Top

Portfolio

Grace Passo – Vaga Carne

Como dizer o indizível? Como sentir o insensível? Como representar o irrepresentável? Essas foram as perguntas que ricochetearam dentro de nossas cabeças no processo criativo que consolidou a identidade visual da peça Vaga Carne de Grace Passo. Na peça o personagem é uma voz, o cenário é o corpo de uma mulher. Essa voz, uma presença, que diz poder penetrar qualquer tipo de coisa, adentra o corpo dessa mulher e passa a contar ao público como é estar dentro dessa mulher, numa desencontrada possessão.

Para representar visualmente essa experiência teatral, buscamos teorias gráficas relacionadas ao ruído e a desconstrução imagética. O resultado é uma colagem de glitchs (digitais e analógicos) e também de trabalhos de decomposição de cores.

Grace Passo ganhou o prêmio Shell de melhor autora com Vaga Carne em março de 2017.

Comente!